Meninos e Meninas Aprendem de Forma Diferente

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Meninos e Meninas Aprendem de Forma Diferente. Conheça neste Artigo Algumas Diferenças. 

Há um número crescente de estudos que mostram que meninos e meninas aprendem de forma diferente. Existem muitas variações entre eles, como a forma como eles utilizam seus cérebros, se comportam e se comunicam.

Essas diferenças vão ser óbvias para os pais em casa e os professores na escola. Acredito que meninos e meninas têm diferentes pensamentos e sentimentos que são mais perceptíveis quando crescem.

Há um estudo que mostra que existem duas diferenças físicas principais entre os cérebros das meninas e dos meninos. Também em como meninos e meninas aprendem de forma diferente usando seus cérebros.

Primeiro, o corpo caloso é comparativamente maior no cérebro dos meninos do que no das meninas. Em segundo lugar, o lado esquerdo do córtex cresce mais tardiamente nos meninos do que nas meninas. Isso explica por que as meninas processam as atividades da linguagem mais cedo e mais rápido que os meninos, enquanto os meninos são mais confortáveis ​​nas tarefas de habilidade espacial e mecânica.

As meninas são boas ouvintes na sala de aula e elas se saem bem na linguagem, os meninos já são melhores em matemática. Na realidade, os pais perceberão que suas filhas crescerão e falarão mais rápido do que seus filhos. Além disso, vão perceber que os meninos trabalham mais com as mãos enquanto que as meninas são mais propensas a serem pensadoras cautelosas porque elas pensam antes de agir.

Os meninos atuam primeiro e pensam depois. Além disso, as meninas são mais capazes de planejar e organizar seu trabalho de maneira mais efetiva do que os meninos.

O ambiente pode afetar o foco. No caso das meninas, elas podem se concentrar mais quando se sentem em um lugar acolhedor, já os meninos em um local mais frio menos acolhedor.

Na verdade, as meninas têm mais paciência para se sentar na sala de aula e aprender enquanto os meninos tem mais movimento e mais interação para aprender.

Há diferenças entre eles no comportamento, as meninas são mais tímidas e participam menos em sala de aula do que os meninos. As meninas descobrem e compartilham suas emoções visivelmente mais do que meninos.

Por exemplo, as meninas mostram seu amor e cuidado com seus pais e professores, enviando-lhes cartas ou fazendo algo por eles, enquanto os meninos mantêm suas emoções e sentimentos em segredo.

De fato, algumas culturas esperam que os meninos sejam fortes e não sejam tão sensíveis e chorem como um ser humano diante de outra pessoa porque, se o fizerem, isso significa que eles são fracos ou alguém os chamará de garota.

Isso pode explicar por que os meninos se comportam de forma diferente do que as meninas, devido a algumas culturas e os conceitos de pensar que os meninos devem ter.

Aparentemente, meninas e meninos têm diferenças na comunicação. As meninas são mais propensas a interagir com os professores e a discutir sobre assuntos sem mostrar suas diferenças como algo ruim.

Meninos e meninas aprendem de forma diferente, por exemplo as meninas gostam de trabalhar em grupo e os resultados são bem melhores porque aprendem de forma cooperativa, já os meninos preferem trabalhar sozinhos e fazer seu próprio projeto, porque eles não querem aceitar outros como seus líderes.

As meninas prestam atenção a mais de uma atividade ao mesmo tempo, mas os meninos não. Eles sabem se divertir se tiverem tempo livre enquanto as meninas não.

Em suma, é verdade que as meninas são diferentes dos meninos, não apenas na aparência, mas também em como elas pensam, reagem a certas coisas e se comunicam. Como resultado, os professores devem ficar atentos a essas diferenças e trabalhar com elas como apoiadores melhorando seu desempenho nos ensinamentos para que ambos ganhem vantagem.

 Meninos e Meninas Aprendem de Forma Diferente, Conheça 10 Curiosas diferenças no ambiente escolar

  1. Os meninos  dentro da sala de aula.Alguns estudos revelaram que as meninas na sala de aula tem como inspiração e motivação agradar seu professor, mesmo que não gostem ou achem o trabalho que têm em mãos apelativo.Por outro lado, os meninos já não têm nenhum interesse em agradar ao professor, sendo na sua grande maioria motivados por trabalhos que gostem de fazer. Além disso, os meninos parecem ter um melhor rendimento quando sujeitos a uma pequena pressão, enquanto as meninas tiveram maiores dificuldades diante da mesma situação.
  1. As meninas solicitam ajuda mais vezes do que os meninos. Como já vimos os meninos não têm muito interesse em agradar o professor, diante disso eles preferem agradar aos colegas, ou seja, se tiverem alguma dificuldade em sala de aula, em vez de solicitar ajuda (para não demonstrar que não sabem ou não conseguem), preferem demonstrar comportamentos nada apropriados (“Comportarem-se mal”) e assim ficam bem vistos aos olhos dos amigos. As meninas não têm nenhum tipo de problema em pedir ajuda quando precisam, pois, as amizades na sala de aula não impedem vontade que elas têm em estabelecer uma boa relação com o professor.
  1. A relação com a tecnologia difere entre meninos e meninas.Nos dias de hoje, as crianças se conectam com computadores cada vez mais cedo, mas de formas distintas: os meninos utilizam mais como um divertimento para jogar, conhecer software educacional ou acessar à Internet; as meninas usam o computador com menos frequência e quase exclusivamente para fazer trabalhos de casa, ver e-mail conversar no chat.
  1. As meninas mostram-se menos interessadas do que os meninos em aulas de ciências.Na área das ciências, as meninas se mostraram mais desinteressadas, desligadas ou ansiosas quando tem este tipo de aula. As meninas apresentam mais interesse e concentração nas matérias teóricas ou de realização de trabalhos de casa do que os garotos, mas estes assumem o papel de líder nas vertentes laboratoriais, enquanto elas preferem ser lideradas ou simplesmente ficarem a observar.
  1. Meninos e meninas reagem de formas diferentes ao stress.Em alguns momentos, o aprendizado escolar pode ser um fator de stress, seja para os meninos, ou para as meninas. Porém, cada um lida com o stress de maneira diferente: o mais comum é os meninos “Comportarem-se mal” já as meninas reagem com choro e lágrimas. Em momentos de pressão, porém, os meninos reagem muito melhor do que as meninas.
  1. As meninas têm melhores notas em geral, os meninos têm melhores notas em particular.Em testes estandardizados (como os de QI, por exemplo), os meninos tem melhores resultados do que as meninas, no entanto, elas têm melhores notas em praticamente tudo – talvez porque têm uma maior autodisciplina e vontade em serem bem-sucedidas no que toca ao rendimento escolar.
  1. Os meninos utilizam de forma diferente os hemisférios esquerdos e direitos do que as meninas.Na idade escolar, há uma diferença na forma como as crianças de ambos os sexos utilizam os hemisférios esquerdos e direitos dos seus cérebros: os meninos utilizam o hemisfério esquerdo para memorizar factos, regras e catalogar informação, enquanto o hemisfério direito é utilizado nas capacidades visuais, espaciais e motoras. As meninas, por sua vez, utilizam o hemisfério esquerdo para falar, ler e escrever, enquanto o hemisfério direito é utilizado para compreender e simpatizar com os sentimentos dos colegas e professores.
  1. Existem diferenças de percepção entre meninos e meninas.Desde a nascença que as meninas manifestam uma maior capacidade auditiva do que os meninos. Similarmente, em termos visuais, os olhos das meninas captam melhor as cores e as texturas, enquanto os olhos dos meninos registam melhor os movimentos e as direções. Estas diferenças vão-se diluindo ao longo dos anos até desaparecerem na idade adulta, mas podem ser fundamentais durante a idade escolar.
  1. Os meninos demoram mais tempo a desenvolver as capacidades de fala, leitura e escrita do que as meninas.Esta disparidade de aprendizagem está diretamente relacionada com as diferenças que existem no desenvolvimento cerebral de ambos os sexos, manifestando-se claramente em crianças de idade escolar. A verdade é que os meninos necessitam de mais ajuda no que toca a expressarem-se quer verbalmente, quer por escrito.
  1. Algumas diferenças entre meninos e meninas são de nascença. É sabido que, enquanto recém-nascidos, as meninas são mais atraídas aos rostos e os meninos ao movimento – estes estímulos continuam a ser verdadeiros durante os primeiros anos de aprendizagem e podem influenciar a sua motivação e interesse dentro da sala de aula.

 

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *